DOUG

A história do Doug, pelas palavras do nosso querido amigo, designer, fotógrafo e "pai" babado
Fred Gomes.

"O Doug tem 9 meses e um apetite voraz. 
Gosta de correr, brincar, de outros cães mas o que adora mesmo são pessoas. 

Passear com ele ainda demora mais tempo do que era suposto, porque ele gosta de fazer amigos em todas as esquinas. Ele assume que qualquer pessoa é um bom candidato a novo amigo. 

Gosta de fingir que está triste quando chego a casa, só para poder receber extra mimos e a sua actividade preferida são mimos na cama, pela manhã.


PREPARAR A CASA & TREINO

Já existia nome, quarto e brinquedos quase um ano antes de existir o Doug na minha vida. 
Não foi fácil encontrá-lo mas quando aconteceu, percebi que tudo tem o seu tempo e que só este pug era realmente o meu Doug.

Este ano de espera deu para me preparar, li muitos livros, vi muitos vídeos e estava pronto.
Posso dizer-vos que ao fim de dois dias o Doug fazia xixi no sítio certo, que ao fim de 3 semanas sentava e ficava. Tudo num processo muito natural, calmo e feliz. 


Para quem está a pensar ter um cão, eu aconselho o livro "before and after getting your puppy” do Dr. Ian Dunbar.






ENCONTRAR "O" DOUG

Confesso-vos que, depois de saber que era um Pug que se encaixava na perfeição no tipo de vida que tenho, encontrar o Doug não foi um processo fácil. 

Existem imensos anúncios e “criadores”. Posso dizer-vos que vi muitos pugs, denunciei algumas situações de fabricas de cães e discuti com pessoas que importavam cães. Cansado, pedi a listagem de criadores registados no Cube Português de Canicultura mas posso dizer-vos que nem assim foi fácil.

Eu estava à procura de um cão para viver dentro de casa, ou seja, teria de estar a ser criado dentro de casa, onde estivesse habituado a sons de casa, à companhia de outros animais, adultos e crianças. Nem todos os criadores do CPC cumpriam estes requisitos, que acho essenciais. 




(1. A primeira foto do Doug, no dia em que ele chegou a casa. :: 2 e 3. Duas fotos do Doug entre dezenas que podem encontrar no instagram do Fred Gomes @fredaagomes )

Posso dizer-vos que no final, encontrei um óptimo criador, apaixonado por animais, onde tratava os pais como reis, os pequenos estavam dentro de casa e tinham interacção com cheiros e sons de uma casa normal, assim como a companhia de outros cães, gatos, crianças e adultos. E sendo pragmático, o preço era o mesmo dos primeiros anúncios que contactei, onde os cachorros eram importados ou estavam em condições deploráveis. 

Eu queria muito dar a amor a um cão mas com algumas características controladas, que se adaptassem à minha vida, ao dia-a-dia e ao tipo de vida que levo. 


Por isso se, como eu, fizer mais sentido para vocês comprar um cão, informem-se bem, preocupem-se de onde vem e onde está a ser investido o vosso dinheiro. Não contribuam, compactuem ou apoiem fábricas de animais, situações onde os cães são importados ou estão a ser tratados como mercadoria."

Língua de Gato - Clínica Veterinária 
Av. Rodrigues de Freitas 107 Porto


Contacto 225361324 Urgências 968746630

Sem comentários:

Enviar um comentário