PULGAS

​Agora que o Verão já vai longe, será que podemos dar tréguas ao inimigo dos nossos patudos que estivemos a controlar durante boa parte do ano? 


Pois bem, é um assunto pertinente!

As pulgas transmitem-se através de zonas e animais infestados. Mesmo os que não saem de casa e não têm qualquer contacto com outros animais, podem ser afectados. O nosso calçado pode transportar ovos, larvas e até a pulga adulta para dentro de casa!

O ciclo de vida da pulga, em condições de temperaturas normais no interior de uma casa, pode completar-se em 3 a 6 semanas. Cada pulga adulta pode colocar até 50 ovos por dia! Os ovos caem do pêlo para o chão, mantas, caminhas, soalho, tapetes e daí eclodem as larvas que se alimentam de detritos.

Transformam-se em pupas, onde permanecem dentro de um casulo até terem condições ambientais adequadas para emergirem em novas pulgas saltitantes! Assim que tiverem oportunidade, saltam para um patudo quentinho, picam para se alimentarem de sangue e ficam aptas para colocarem mais ovos e gerarem muitas pulgas.



Este parasita externo para além de sugar os nossos animais, pode transmitir parasitas internos, causa muita comichão e alergias nos mais sensíveis (tipicamente a região lombar fica com queda de pêlo, descamação e ferid​a​s na pele) .

Apesar de preferirem picar os animais, podem ser problemáticas em pessoas (nomeadamente crianças), nas zonas mais quentes do corpo, como a cintura. A pele fica com pápulas (maiores do que as causadas pelos mosquitos) e dão também muita comichão e desconforto.

Teste da Pulga


Em caso de suspeita que o patudo tenha pulgas e não consigam encontrar nenhuma, a Clínica Veterinária Língua de Gato aconselha que façam o seguinte teste, que denunciará a sua presença:

 - escovar todo o corpo do seu animal para uma folha de papel de cor branca
 - borrifar com água oxigenada todos os detritos que caíram para o papel

Se houver fezes de pulga, estas desfazem-se e adquirem uma tonalidade avermelhada. A água oxigenada reage com o sangue digerido das fezes!



Para manter os patudos livres de pulgas, dever-se-á lavar bem as mantas com água quente, aspirar todos os t​apetes e​ deitar o saco do aspirador ao lixo, porque os ovos podem ultrapassar o filtro do aspirador e serem espalhados novamente no ambiente.

​Idealmente a desparasitação externa deveria ser feita durante todo o ano a todos os animais que coabitam na mesma casa, conforme o peso, a idade e a espécie do animal

Há produtos indicados para cães que são fatais se aplicados em gatos!

O seu médico veterinário de família ajudará a escolher o desparasitante externo mais adequado.


Talvez seja o nosso álbum mais feio, mas é importante saber reconhecer as ameaças à saúde nos nosso amigos de quatro patas. Informação é fundamental!

Sem comentários:

Enviar um comentário