COCKER SPANIEL INGLÊS


Diferente do primo Americano em tamanho e fisionomia (mais alto e de focinho mais comprido), o Cocker Spaniel Inglês é daquelas raças que é quase impossível de resistir.
Tanto pelo seu aspecto como pela sua personalidade, é um cão extremamente fácil de agradar a todos :)


Originais de Espanha (de onde deriva metade da sua designação) e levados para o Reino Unido com o propósito de caçar galinholas (woodcock), os Cocker Spaniel Inglês têm como características globais:

Físicas

 - as conhecidas orelhas longas, cobertas de pêlo sedoso e geralmente ondulado

 - focinho comprido e quadrado

 - cabeça redonda, sem ângulos acentuados

 - olhos grandes, redondos e expressivos (quase como se entendessem o que lhes estamos a dizer)

 - pêlo médio com zonas onde é mais comprido (orelhas, patas e peito)


Personalidade

 - feliz e afectuoso com pessoas e outros animais (se socializado desde cedo)

 - cheio de energia e curiosidade logo desde cachorro

 - inteligente e com vontade de aprender mas muito teimoso, pelo que necessita de treino desde puppy


Por serem muito meigos e apreciarem a companhia dos seus humanos preferidos, podem tornar-se destruidores se ficarem muito tempo sozinhos ou inactivos.

Outra característica dos Cocker são os seus "dotes vocais"... Infelizmente é uma raça que pode tornar-se problemática para vizinhos menos compreensivos :(

Apesar de nos notificarem de todas as visitas (humanas ou animais) e movimentações do prédio, os Cocker não são bons cães de guarda. Por serem extremamente afáveis, o mais provável é que acabassem a dar beijinhos ou a pedir festinhas ao ladrão...




Treino e Exercício


Não pertencem ao grupo de raças fáceis de treinar mas, se começar cedo, o Cocker aprende com vontade de agradar, pelo que se aconselha vivamente duas coisas: treino de obediência desde cedo e o reforço positivo através de comida, elogios e brincadeira.

Apesar das suas raízes de caçador e níveis altos de energia, não requer demasiado exercício, apenas consistência e rotina.

O plano mais aconselhado para qualquer cão, mas com incidência em raças propensas a problemas articulares ou ósseos, como é o caso do Cocker, requer bastante tempo e dedicação, mas caso tenha ambos, deixamos aqui o plano recomendado pelo site DogTime:

até 4 meses
 - socializar com outros cães (puppies e adultos) e outros animais domésticos (no caso de ter um gato ou um coelho, por exemplo)
 - 15 a 20 minutos para brincar (pode treinar o seu puppy a apanhar e devolver a bola nesta altura)

dos 4 aos 12 meses
 - treino de obediência (ensinar os comandos essenciais: senta, fica, deita...)
 - passeios de meia hora, evitando sempre as horas de maior calor
 -  manter o momento de brincar, estimulando os sentidos com brinquedos de texturas e funções diferentes (sons, materiais e tipo de actividade diferentes)

depois de 1 ano
 - manter os passeios frequentes, impedindo que o seu cão se acomode e perca a elasticidade. Além da saúde física estará a ajudá-lo a manter-se tranquilo e a impedir que a (muita) energia que ele possui seja gasta a fazer asneiras.


Saúde e Cuidados


Com uma esperança média de vida bastante longa (como a nossa querida mascote Estrela, que já completou os 16 anos!), os Cocker são bastante saudáveis se estivermos atentos e cuidarmos de alguns aspectos da rotina.

Doenças comuns

>> Otites e Infecções Auriculares <<

Luxação da rótula (localizada no joelho)

Cardiomiopatia

Cataratas

Obesidade


Por fim, a manutenção do pêlo, como em qualquer cão de pêlo médio, deverá passar por uma escovagem regular, limpeza de ouvidos, corte de unhas e banho.
Apesar de não ser um cão que necessite de tosquia propriamente dita, pode-se aparar os pêlos que crescem nas patas, orelhas e peito.
E não esquecer de ver as orelhinhas regularmente! :)



Sem comentários:

Enviar um comentário