NOVA SCOTIA DUCK TOLLING RETRIEVER

Desde o início que se supôs que a Badu seria uma rafeirinha típica, uma mistura de várias raças. 
E não havia problema nenhum nisso :)

No entanto, ao folhear um livro de raças de cães (acompanhadas de fotografia), descobrimos um primo provável para a nossa amiguinha - o Nova Scotia Duck Tolling Retriever.


A sua origem é no Canadá e, tal como a pelagem e a personalidade sugerem, nas raposas que viviam na beira-rio.
Uma tribo índia - os Mimac - observavam a perícia e destreza dessas raposas na caça aos patos, gansos e cisnes, atraindo-os para perto da margem com as suas brincadeiras para que lhes pudessem chegar sem dificuldade. Ao observar este comportamento, começaram a ensinar os seus cães a fazer o mesmo, o que origina no nome - Duck Tolling, que traduzido significa atrair ou criar um chamariz e Retriever, que significa recuperar ou 'ir buscar'.

Além dos cães Mimac, o Nova Scotia tem ainda potenciais misturas de raças onde se incluem os Cocker Spaniel, Irish Setter e Farm Collie.

A sua personalidade calma e afectuosa torna-os excelentes cães de família, revelando uma enorme paciência com crianças e outros animais. Denunciam a presença de estranhos e podem até não ser muito afáveis à partida, mas imitam o comportamento dos seus humanos, ou seja, se for um amigo da família o mais provável é o Nova Scotia também se relacionar com ele.

Outras características gerais, comuns a exemplares desta raça podem ser: bom sentido de humor, extrovertidos, espertos, independentes, curiosos e elevado instinto de caça, o que pode apresentar algumas adversidades no passeio diário se se depararem com gatos e outros animais pequenos. A sua natureza de caçador potencia a tendência para os perseguir e até fugir de casa em missão de 'busca'.



Com uma esperança média de vida longa (entre 10 a 14 anos), o Nova Scotia é uma raça bastante saudável, sem doenças conhecidas, que precisa de alguma actividade para evitar que se aborreça e se comece a distrair com passatempos que podem incluir roer coisas lá em casa ou cavar buracos no jardim.

Nesse sentido, é uma raça que prefere famílias activas e necessita de um passeio longo por dia ou vários passeios curtos. A brincadeira preferida de qualquer Retriever está descrita no nome - 'retrieve' ou 'busca'. Uma bola ou outro brinquedo e alguém para o atirar vezes sem conta é sinónimo de felicidade para estes cães.

A manutenção do pêlo não é excessiva, bastando algumas escovagens por mês, apenas para evitar que os pêlos se aglomerem em zonas de mais difícil acesso. No entanto, passam por uma fase de queda, que geralmente coincide com a mudança de estação, que pode tornar-se problemática para pessoas com alergias ou que queiram ter a casa sempre limpa.

O treino é sempre recomendado, independentemente da raça, mas em raças com instinto de caça e com altos níveis de energia (os Nova Scotia pertencem ao grupo de desporto, segundo o American Kennel Club), é fundamental.

Seja para evitar fugas da trela ou de casa em perseguição a gatos ou pássaros, o aborrecimento por falta de companhia ou até mesmo o stress por separação que pode originar vocalizos altos e agudos (característicos dos Nova Scotia) e consequentemente problemas com os vizinhos, o treino desde puppy deve ser feito com calma, consistência e direcções claras.


3 comentários:

  1. Também descobri por acaso, por uma fotografia no google, que tenho uma rafeira com ascendência nova scotia duck tolling retriever ou também conhecidos como toller. Não só pela aparência dela mas as características de personalidade estão lá quase todas. Ela estava abandonada em Guimarães, a raça existe em alguns países do norte da Europa portanto alguem deve ter vindo passear um progenitor. Assim como a Badu, se calhar prima da Ginja também vi um cão com o mesmo pelo, cauda etc igual. Só o focinho era mais bicudo como um podengo. Há para aí alguns arraçados de tollers. Se tiver curiosidade e instagram procurar #ginjadog e dá para ver a Ginja.

    ResponderEliminar
  2. Também descobri por acaso, por uma fotografia no google, que tenho uma rafeira com ascendência nova scotia duck tolling retriever ou também conhecidos como toller. Não só pela aparência dela mas as características de personalidade estão lá quase todas. Ela estava abandonada em Guimarães, a raça existe em alguns países do norte da Europa portanto alguem deve ter vindo passear um progenitor. Assim como a Badu, se calhar prima da Ginja também vi um cão com o mesmo pelo, cauda etc igual. Só o focinho era mais bicudo como um podengo. Há para aí alguns arraçados de tollers. Se tiver curiosidade e instagram procurar #ginjadog e dá para ver a Ginja.

    ResponderEliminar
  3. Estou à procura de um cão dessa raça para adoptar, alguém me sabe dizer onde posso encontrar?

    ResponderEliminar